Em primeiro júri realizado no fórum criminal, vigilante é condenado por homicídio

Giulliano Gennes Campos de Souza, de 30 anos, acusado de matar o vigilante Paulo de Parso Florêncio, foi condenado a 16 anos reclusão pelo crime de homicídio qualificado – mediante recurso que dificultou a defesa da vítima –, a serem cumpridos em regime fechado, na Penitenciária Odenir Guimarães. O júri popular presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida, foi o primeiro realizado no plenário do Fórum Desembargador Fenelon Teodoro Reis (fórum criminal), localizado no Jardim Goiás.

Leia mais...
 
 

Corregedoria em ação: modelo de conciliação é referência para TJTO

Tomando como exemplo a implantação pioneira no País da conciliação no âmbito administrativo-correcional do Poder Judiciário, promovida pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO), a Corregedoria-Geral da Justiça do Tocantins (CGJTO) editará ainda em abril ato normativo para a criação de uma Câmara de Conciliação no Estado com o objetivo de realizar conciliações e mediações na esfera administrativa.

Leia mais...
 
 

Portal da Transparência