Mantido bloqueio de bens de grupo acusado de improbidade administrativa

101012A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), à unanimidade de votos, reformou parcialmente decisão de Goiânia que decretou a indisponibilidade dos bens de Maria do Amparo de Jesus, Ana Maria Evangelista Pinto, José Roberto Mazon, Oswaldina Saraiva de Abreu, Roberto Lopes e Alvaro Luiz Rodrigues Dias. Eles foram denunciados pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) por improbidade administrativa por terem aplicado mais de R$ 21 milhões do Ipasgo no Banco Santos, que declarou falência em 2005. O relator do processo foi o desembargador Orloff Neves Rocha (foto).

Leia mais...
 
 

Roberto Bacellar ministra palestra no TJGO

Magistrados das Justiças Estadual, do Trabalho e Federal, servidores, conciliadores e instrutores do Conselhos Nacional de Justiça (CNJ) participam, nesta sexta-feira (31), da palestra A Resolução Consensual de Conflitos e a Transdisciplinaridade Necessária, ministrada pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), Roberto Bacellar.

Leia mais...