Em menos de um mês, equipe do Atualizar pratica mais de 12 mil atos na 3ª Vara de Família de Jataí

Uma visão diferente que rompe paradigmas, auxilia na redução efetiva do acervo processual, humaniza as relações interpessoais e recapacita os servidores para os procedimentos e rotinas de trabalho. Totalmente reformulado, essa é a nova ótica do Programa Atualizar, executado pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO), que encerrou nesta sexta-feira (19) os trabalhos na 3ª Vara de Família, Sucessões e Cível da comarca de Jataí contabilizando, em menos de um mês (de 3 a 26 de abril), mais de 12 mil atos. Os dados parciais foram apresentados pela equipe nesta tarde.

 Ao expressar o carinho que sente por Jataí, cidade onde viveu parte da infância, o juiz Cláudio Henrique Araújo de Castro(foto à direita), auxiliar da Corregedoria e responsável pelo Atualizar,  falou sobre a importância do programa, o qual classifica como o único pertencente ao Poder Judiciário que remete à capacitação permanente dos servidores. “A padronização das rotinas, a atuação com eficiência e as medidas adotadas por essa equipe tão comprometida e dedicada dão celeridade real ao trâmite processual e capacitam de forma contínua os servidores das escrivanias. Tenho Jataí como minha segunda casa e poder ajudar a melhorar a situação da comarca através do trabalho do Atualizar é realmente muito gratificante”, enalteceu.

Imbuídos da mesma percepção no que tange ao trabalho desempenhado pelo Atualizar, os juízes Sthella de Carvalho Melo, titular da 3ª Vara de Família, Sucessões e Cível da de Jataí, e Thiago Soares Castelliano Lucena de Castro, diretor do Foro local, acreditam que o programa é inovador e promove uma nova capacitação dos servidores, que passam a adotar práticas cartorárias e procedimentos do dia a dia de maneira mais organizada e prática, o que ajuda na rotina do serviço interno e, consequentemente, na entrega célere da prestação jurisdicional. “Recebíamos processos a mais na nossa vara por um erro do sistema e tínhamos, antes da vinda do Atualizar, mais de 7,5 mil processos em tramitação. Ficamos em uma situação muito difícil, mas o programa mudou tudo. Hoje temos 7.280  feitos e essa força-tarefa foi essencial para que nos tornássemos uma vara exemplar. Quero elogiar cada membro do programa e dizer que além de realizar uma capacitação nova com o servidores, a forma humanizada trazida pela equipe no tratamento com os próprios servidores nos fizeram enxergar os problemas reais sob outro prisma, tornado-se uma ferramenta mais eficaz para a administração dos conflitos internos”, evidenciou Sthella.      

Para o juiz Fernando Augusto Chacha de Rezende, titular da comarca de Serranópolis, que, por iniciativa própria, prestou auxílio à 3ª Vara de Família de Jataí e acompanhou de perto o serviço implementado pela equipe do Atualizar na comarca, o programa modificou abruptamente a estrutura de trabalho e fez com que o fluxo processual realmente fluísse com rapidez. “Estou impressionado com o trabalho dessa equipe. A vara estava abarrotada de processos e o Atualizar repaginou tudo positivamente, impulsionando a celeridade da tutela jurisdicional. Sem falar, na melhora das relações interpessoais, que passam tantas vezes despercebidas, mas que são fundamentais para a evolução de um trabalho de qualidade, o que só é possível com a coesão e a união dos servidores da escrivania”, destacou.      
      
No encerramento do evento, a coordenadora do programa Lucimar Batista Pereira fez um agradecimento especial a toda à equipe e aos servidores da escrivania pela boa receptividade e lembrou que o Atualizar exerce a verdadeira função social que compete atualmente ao Poder Judiciário. “Não podemos nos esquecer que além da nossa missão e compromisso de tornar mais rápida e efetiva a prestação jurisdicional, existe o lado humano tanto por parte dos servidores quanto das partes que buscam uma solução real e ágil para o seu conflito. Temos trabalhado com afinco, comprometimento e dedicação e os resultados em um curto espaço de tempo demonstram que estamos no caminho certo. Em especial, nos processos de família precisamos ter um cuidado maior e a troca de experiências juntamente com a inserção das novas práticas cartorárias transformou a realidade dessa escrivania, a exemplo das outras por onde temos passado. Os números são incontestáveis”, ressaltou.  

Resposta rápida e resgate da credibilidade

Na opinião do presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) local, Antônio Carlos Barbosa, o programa visa dar uma resposta ágil aos operadores de Direito e a todos os cidadãos que precisam da Justiça.  “Como advogado, atuo do outro lado do balcão e posso garantir que o Atualizar ameniza de fato as deficiências no atendimento das escrivanias e nos dá uma resposta rápida com relação ao andamento processual. Vejo essa ação da Corregedoria como extremamente positiva para nós advogados e também para o Ministério Público e toda a sociedade em um âmbito geral pelo seu amplo alcance social”, afirmou.

Lembrando que os problemas de natureza familiar são mais complexos, a  servidora da 3ª Vara de Família de Jataí, Fernanda Santos Malvoccini, considera a atuação do Atualizar na comarca como primordial para o desafogamento nos atendimentos da escrivania, tanto presenciais quanto por telefone, além de proporcionar ganho de tempo e resgatar a confiança das partes no Judiciário. “O Atualizar deu um novo impulso na expedição rápida dos processos. Os dois lados saem ganhando, pois tanto nós servidores temos uma redução no serviço de atendimento no balcão e pelo telefone quanto o jurisdicionado que tem assegurado um respaldo real no que se refere ao seu processo. É muito satisfatório poder atender alguém e garantir que uma pessoa, por exemplo, terá uma resposta efetiva para o seu problema em uma semana ou 15 dias. Com isso, resgatamos a credibilidade do cidadão no Poder Judiciário”, elogiou.        

Sobre o Atualizar

O Programa Atualizar é executado pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO) e atualmente está sob a responsabilidade do 3º juiz auxiliar da Corregedoria, Cláudio Henrique Araújo de Castro. Entre seus objetivos estão a modernização da estrutura de trabalho nas unidades judiciárias, a concepção de novos paradigmas gerenciais, a capacitação de servidores em procedimentos de escrivania e com layout (física e funcional), padronização dos procedimentos, introdução de novos conceitos de gestão no ambiente das unidades judiciárias, redução da taxa de congestionamento e andamento dos processos mais antigos, deixando-os aptos a julgamento, e de adoção de critérios para a avaliação do desempenho das unidades judiciárias e dos servidores.

Integram atualmente a equipe do Programa Atualizar os escreventes judiciários Eunice Hilária Ferreira, João Daniel dos Santos, Rivaldo José Borges, Sandra Villar, Valéria de Fátima Moreira, Vera Lúcia da Costa Alkmim e Kenedy Augusto Batista Pereira. (Texto: Myrelle Motta - assessora de imprensa da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás/Fotos: Aline Caetano - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Veja a galeria de fotos

 
 

 

bnr peritos
 
 
 bnr audiencia

bnr infancia corr

 

 

 

 
 

 

bnr leilao corr
bnr cadastral corr
bnr declaracao corr
bnr praticas